Trabalho da imprensa é aprovado por 38% e desaprovado por 23%

Pesquisa PoderData mostra que 38% dos brasileiros consideram o trabalho da imprensa “bom” ou “ótimo”. Esta é a 1ª vez que a divisão de pesquisas do Poder360 indaga a população sobre o tema, debatido com frequência durante a gestão do presidente Jair Bolsonaro.

Avaliam o trabalho da imprensa profissional como “ruim” ou “péssimo” 23% dos brasileiros. Já 36% da população o considera “regular”, enquanto 3% não sabem ou não responderam.

A pesquisa foi realizada pelo PoderData, divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é realizada em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Os dados foram coletados de 31 de agosto a 2 de setembro, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 2.500 entrevistas em 509 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. Saiba mais sobre a metodologia lendo este texto.

A desconfiança em relação ao trabalho da imprensa é mais comum entre homens. Pouco mais de 1/3 dos entrevistados consideram a atuação “ruim” ou “péssima” (34%). Já entre as mulheres, são 13% as que reprovam o trabalho dos jornalistas.

O percentual de aprovação do trabalho da imprensa é maior entre os menos escolarizados. São 46% dos que estudaram só até o ensino fundamental que avaliam o trabalho dos jornalistas como “ótimo” ou “bom”. Por outro lado, só 1 a cada 3 entrevistados com ensino médio ou superior apoiam têm esse mesmo entendimento.

No Sul, 33% não gostam do trabalho da mídia jornalística. No Norte, são 14% com essa avaliação. Para os mais ricos –com mais de 10 salários mínimos–, a reprovação salta para 39%. Entre os sem renda, é de 18%.

INFLUÊNCIA DE BOLSONARO

O presidente da República é crítico constante da imprensa, principalmente em relação à TV Globo. Entre aqueles que consideram o trabalho de Bolsonaro “ótimo” ou “bom”, só 26% aprovam o trabalho da imprensa. Por outro lado, o jornalismo profissional é bem avaliado por 50% daqueles que reprovam o trabalho do presidente.

Fnte: Poder 360 /MBCnews