SEM FISCALIZAÇÃO, O CEARÁ TEVE ALTA DE 52,6% NO PREÇO DA GASOLINA EM CINCO ANOS

Segundo o especialista Bruno Iughetti, 0 percentual de aumento na bomba é superior ao dos preços de refinaria, algo claramente irregular e abusivo”.

Em Fortaleza, os preços já ultrapassam a casa dos R$: 4.50 e no interior R$: 4.60. Procon recebeu, nos últimos meses, várias denúncias de consumidores que foram vítimas ou desconfiaram da qualidade da gasolina comercializada na capital cearense. Onde está a fiscalização?

Consumidor deve verificar qualidade do combustível, algo que culturalmente, não exite. No estado, o aumento foi percebido pelo quarto mês consecutivo, e a variação nos valores acontece quase que semanalmente.

A alta mais acentuada aconteceu na metade final do ano, após o anúncio da nova metodologia de reajustes da Petrobras e da elevação do tributo sobre os combustíveis.

Com o novo formato da política de preços, adotado em 3 de julho, a Petrobras passou a fazer reajustes mais frequentes nos valores dos combustíveis nas refinarias, inclusive diariamente. Segundo o especialista, a prática vem sendo extrapolada nos preços por empresários do setor.

Fonte: Revista Ceará