Saúde:Julho Amarelo, Secretaria de Saúde do Ceará reforça importância de prevenção às hepatites virais.

Mesmo em meio a pandemia causada pelo novo coronavírus, os cearenses precisam estar atentos para outras doenças. Neste mês, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) realiza a campanha Julho Amarelo que chama a atenção da sociedade para as hepatites virais, tendo como foco principal a conscientização.

A hepatite é uma inflamação que atinge o fígado, podendo causar alterações leves, moderadas ou graves no órgão. Cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras estão entre os sintomas. No entanto, em alguns casos, o paciente pode ser assintomático, ou seja, não apresentar sinais da doença, o que caracteriza uma infecção silenciosa.

O uso do preservativo nas relações sexuais e o não compartilhamento de objetos de uso pessoal, como lâminas, alicates de unhas e seringas, são as principais medidas de controle das hepatites virais. A primeira etapa do tratamento é a consulta com o profissional de saúde, que fará a avaliação física do paciente e a solicitação de exames específicos. O Sistema Único de Saúde disponibiliza testes rápidos para detectar as infecções.

Em 2019, o Ceará registrou 534 casos de hepatites virais. No primeiro semestre deste ano, foram contabilizados 59 casos de hepatite B e 55 do tipo C.

Fonte: Ceara Agora