Politica:Auxílio emergencial: Câmara articula benefício de até R$ 3 mil a agricultores pobres

Uma discussão que começou no congresso nacional pode beneficiar agricultores cearenses com o auxilio emergencial: após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vetar a inclusão de agricultores de baixa renda no auxílio do governo, a Câmara dos Deputados articula um projeto que estabelece ajuda de até R$ 3.000 à categoria.

Os parlamentares haviam aprovado a inclusão de agricultores familiares não inscritos no Cadastro Único no benefício de três parcelas de R$ 600 em vigor, mas a medida foi vetada pelo presidente Bolsonaro. O auxílio busca apoiar informais cujos trabalhos foram afetados pela pandemia do coronavírus.

O veto pode ser revertido pelo Congresso nesta quarta (17), porém, os deputados querem aprovar a ajuda junto a uma série de outras medidas voltadas aos agricultores de baixa renda durante o estado de calamidade pública, previsto para até 31 de dezembro deste ano.

O valor de R$ 3.000 em parcela única é defendido pelo deputado Zé Silva (Solidariedade-MG), relator de um texto na Câmara que juntará mais de 20 propostas sobre medidas de apoio a agropecuários pobres.

Fonte: Ceara Agora