Politica: Queiroz Filho aponta “origens históricas” como fator determinante para a definição do litígio entre Ceará e Piauí

O deputado estadual Queiroz Filho (PDT) participou nesta sexta-feira (19) de reunião remota que tratou da áreas de litígio entre Ceará e Piauí, solicitada pela coordenadora do Comitê de Estudos de Limites e Divisas Territoriais do Estado, da Assembleia Legislativa do Ceará, deputada Augusta Brito (PCdoB).

“Acima de tudo, é preciso levar em consideração o censo de pertencimento da população cearense por suas terras, as origens históricas, com todo o respeito pelo estado do Piauí e seus habitantes. É muito importante essa mobilização para não perdermos nossas terras, para além das questões técnicas e legislativas. Trata-se de uma discussão que não vem de hoje e destaco o trabalho incansável da deputada Augusta Brito por esta causa”, disse Queiroz Filho.

Na ocasião, o parlamentar alertou que a retiradas dessa parcela de território significaria uma grande perda de riqueza para o povo cearense.

“São áreas que contém açudes, usinas eólicas, parte da serra da Ibiapaba, que é muito produtiva, ou seja, de grande importância para a economia do nosso estado. Por isso, é importante ouvir e população e unir forças para delimitar de vez o que é nosso e o que é do deles, pois não vamos aceitar perder esses valores calados”, disse.

Os municípios envolvidos são: Granja, Viçosa do Ceará, Tianguá, Ubajara, Ibiapina, São Benedito, Carnaubal, Guaraciaba do Norte, Croatá, Ipueiras, Poranga, Ipaporanga e Crateús.

Fonte:Cearagora /MBCnews