Politica: Pazuello diz que Bolsonaro nunca o orientou ou interveio na Saúde

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello disse à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid no Senado, nesta 4ª feira (19.mai.2021), que nunca foi orientado pelo presidente Jair Bolsonaro enquanto esteve no comando da pasta.

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello disse à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid no Senado, nesta 4ª feira (19.mai.2021), que negou propostas da Pfizer em 2020 porque o preço era elevado, as questões de logística eram de responsabilidade do Brasil e a quantidade inferior a outros laboratórios com os quais negociava à época.

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello disse à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid, nesta 4ª feira (19.mai.2021), que pode ter se enganado ao falar ao Senado, em fevereiro deste ano, que a proposta oferecida pela Pfizer era de 6 milhões de vacinas.

Em tempo:

De acordo com Murillo, a 1ª oferta oficial que a farmacêutica fez ao Brasil contemplava 500 mil doses para 2020 e 6,5 milhões para o 1º semestre deste ano. No total, a farmacêutica ofereceu 2 contratos, sendo um de 30 milhões de doses e outro de 70 milhões.

Fonte:Poder 360/MBCnews