Politica: Ciro e Amoedo atacam Bolsonaro e pedem impeachment do presidente

O ex-candidato a presidente, Ciro Gomes (PDT) voltou a criticar a atuação do presidente Jair Bolsonaro no comando do País durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2). De acordo com Ciro, o Brasil demorou demais a adotar medidas de isolamento social e mesmo as medidas adotadas não são suficientes para conter a disseminação da doença.

Ciro participou de debate no canal Globo News ao lado dos outros candidatos presidenciáveis nas eleições de 2018, Fernando Haddad (PT) e João Amoedo (Novo), na noite deste sábado (2).

O pedetista também fez duras críticas sobre a gestão do Governo Federal no que diz respeito ao amparo social dado às camadas mais vulneráveis da população no decorrer da pandemia. “Gente correndo na caixa para tirar CPF de criança de dois anos, isso é um genocídio. Quem está promovendo a morte das pessoas é o governo Bolsonaro e os que o apoiam”, afirma. Ciro disse que é possível fazer uma melhor gestão dos recursos disponíveis.

Já para João Amoedo, o impeachment de Jair Bolsonaro seria uma medida extrema, porém necessária. “A solução dos nossos problemas, infelizmente, é algo traumático, mas passa pela saída do presidente da República”, disse. Para o ex-candidato, Bolsonaro se vale da polarização para continuar relevante e por isso a incentiva. Amoedo diz que todos os atos de Bolsonaro como presidente são feitos pensando nas eleições de 2022.

Fonte: O Otimista