POLITICA: Bolsonaro diz a prefeitos que auxílio emergencial vai ser “rediscutido”

Em agenda nesta quarta-feira (10/2) com prefeitos e com o ministro da Educação, Milton Ribeiro, na sede da pasta, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que o auxílio emergencial vai ser rediscutido.

A equipe econômica discute a prorrogação do benefício em 2021. Uma das propostas é o pagamento de três parcelas de R$ 200, a serem concedidas apenas aos trabalhadores informais que não recebem o Bolsa Família.

O mandatário da República também alegou que foi “deixado de lado” em grande parte de suas atribuições durante a a crise sanitária causada pela Covid-19.

O chefe do Executivo ressaltou ainda que será necessário aprender a conviver com o coronavírus, pois novas mutações estão surgindo.

Fonte:Portal Metropoli/ MBCnews
mombacanews.com