Nacional : Lula crê em derrota de Bolsonaro em 2022.

Em entrevista ao site argentino Pagina 12, o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que o atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido) será derrotado “pelo povo brasileiro”. No entendimento do petista, não é sua candidatura que ameaça a reeleição de Bolsonaro, mas a vontade do brasileiro de tirá-lo do poder porque “quer paz”.

“Acredito que o Bolsonaro será derrotado, não pelo Lula, ou por qualquer outro candidato. Bolsonaro será derrotado pelo povo brasileiro, que vai tirá-lo do poder porque queremos paz, queremos tranquilidade, queremos trabalhar, queremos bons salários, queremos cultura, queremos esporte, queremos voltar a tomar café da manhã, estar sempre com a família, estarmos juntos sem preocupações como as que vemos hoje”, disse.

Na oportunidade, Lula também condenou a postura do presidente no enfrentamento à pandemia da Covid-19, e lhe atribuiu responsabilidade “por pelo menos metade das mortes” registradas pela doença. O petista ainda voltou a criticar a demora para criação de um comitê integrado de crise, que só foi providenciado este ano, logo após sua observação. O Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia da Covid-19 foi anunciado no dia 25 de março de 2021.

“É um tema que nós discutimos desde 12 de março do ano passado no Brasil. Temos 516 mil pessoas mortas por causa da pandemia de coronavírus e 18 milhões de casos. Isso poderia ter sido evitado se o nosso governo tivesse atuado como um governo. Ou seja, em uma crise como essa, o papel do governo é criar um comitê de crise. Isso não aconteceu”, afirmou o petista.

“O Brasil teve a oportunidade de comprar vacinas. De início, a Organização Mundial da Saúde ofereceu 70 milhões de doses e o Brasil não quis comprá-las. Agora mesmo existe uma denúncia de corrupção na compra de vacinas que está em uma Comissão Parlamentar. Vamos ver quais serão os resultados. Existem denúncias aqui no Brasil de que pessoas ligadas ao Ministério da Saúde do governo cobraram um dólar por vacina. O fato é que o governo não cuidou da questão do coronavírus, principalmente quando não acreditou no vírus, o negou. Disseram que era um resfriado, que não faria nada”, apontou ainda.

Fonte:O povo
Mais deltalhes :mombacanews.com