Mombaça: Câmara Municipal Aprova Reajuste Salarial do Magistério.

Na sessão do legislativo de Mombaça da última quinta-freira (13), foi colocado em votação o projeto de lei complementar 01/2020, que tem como objetivo o reajuste da tabela salarial constante do anexo II da lei nº 393/98 de agosto 1998.

O projeto de lei complementar 01/2020, traz os seguintes reajustes para os professores de Mombaça, 12,84% para os profissionais magistérios de nível médio (classe A), 13,0% para pós-graduado (Classe C) e 15,0% para os profissionais do magistério graduados (Classe B).

Com esses reajustes apresentado pelo prefeito “Ecildo Filho” e aprovado por unanimidade pelo legislativo, o novo piso salarial do magistério em Mombaça ficou assim: para 20 horas trabalhada semanalmente fica estabelecido em R$ 1.44,30 9 (um mil quatrocentos e quarenta e oito reais e trinta centavos).

De acordo com a nova tabela salarial de Mombaça do magistério
ficou assim:

Referencia 1: classe A R$ 1,448,30, Classe B R$ 1.497,94 e Classe C R$ 1.649,40
Referencia 2: Classe A R$ 1.484,49, Classe B R$ 1.535,40 e Classe C R$ 1.690,64
Referencia 3: classe A R$ 1.521,64, Classe B R$ 1.573,78 e Classe C R$ 1.732.91
Referencia 4: Classe A R$ 1.559,66, Classe B R$ 1.613,13 e Classe C R$ 1.776,22
Referencia 5: Classe A R$ 1.598,64, Classe B R$ 1.653,46 e Classe C R$ 1.820,63
Referencia 6:Classe A R$ 1.638,61, Classe B R$ 1.694,79 e Classe C R$ 1.866,15
Referencia 7: Classe A R$ 1.679,57, Classe B R$ 1.737,16 e Classe C R$ 1.960,63
Referência 8: Classe A R$ 1.721,57, Classe B R$ 1.780,59 e Classe C R$ 1.960,63
Referência 9: Classe A R$ 1.764,60, Classe B R$ 1.825,11 e Classe C R$ 2.009,64
Referencia 10: Classe A R$ 1.808,71, Classe B R$ 1.870,73 e Classe C R$ 2.059,88

Em tempo;

Ao utilizar à tribuna as lideranças na casa (Situação e Oposição) colocaram seus pontos de vistas em relação ao projeto que estava na casa para ser votado.

Vereador Vando Jota-MDB (líder do prefeito), informou que os percentuais apresentados no projeto pelo gestor municipal (Ecildo Filho) é o que no momento o município pode pagar sem comprometer o pagamento da folha salarial.

Vereador Valério Sá-PP (Líder do bloco de oposição) ,Informou que sua bancada votaria a favor do projeto de reajuste salarial do magistério, mais gostaria que esses percentuais fossem bem maiores e, que o sindicato do servidores havia sentado com prefeito municipal (Ecildo Filho),buscando melhores ainda mais esses percentuais mais não foi possível.

Fonte: JAF Publicidade & Assessoria.
Reportagem: J Agnalton Feitosa..Assessoria de Imprensa CMM