Governo do Ceará investe R$ 643 milhões para solucionar o abastecimento hídrico do Interior cearense e Mombaça é uma das beneficiadas.

Água tratada e perto das comunidades representa qualidade de vida e prosperidade para os cearenses. Para garantir efetivamente o abastecimento hídrico do Interior do estado, o governador Camilo Santana assinou, na manhã desta sexta-feira (4), a ordem de serviço que autorizou o início do Projeto Malha D’água, estratégia pioneira para o abastecimento de água dos núcleos urbanos do Ceará.

Água tratada e perto das comunidades representa qualidade de vida e prosperidade para os cearenses. Para garantir efetivamente o abastecimento hídrico do Interior do estado, o governador Camilo Santana assinou, na manhã desta sexta-feira (4), a ordem de serviço que autorizou o início do Projeto Malha D’água, estratégia pioneira para o abastecimento de água dos núcleos urbanos do Ceará.

Com o Malha D’água, o Estado vai adensar a rede de adutoras, considerando todos os centros urbanos cearenses, com captação realizada diretamente nos mananciais com maior garantia hídrica. A primeira fase do projeto contempla a construção do sistema Adutor Banabuiú – Sertão Central com quase 700 km de extensão (291,61 km de adutora principal e 396,48km de ramais adutores), para fornecer água tratada para nove sedes municipais e 38 sedes distritais. O investimento é de R$ 643,3 milhões, com recursos do Governo do Ceará, obtidos por meio de contrato do Banco Mundial.

Municípios beneficias.
Mombaça, Piquet-Carneiro, Sonopole, Milhã, Banabuiu, Jaguaretama, Deputado Irapuã Pinheiro, Senador Pompeu e Pedra Branca. Além de 38 sedes de distritais.

Reportagem: J Aganalton Feitosa
Fonte: CMM/MBCnews