Futebol 2020: Cearense Raffael narra volta aos treinos no futebol alemão em meio à pandemia do coronavírus

Há mais de dez temporadas no futebol alemão, o cearense Raffael, do Borussia M’Gladbach, contou a rotina de volta aos treinos no clube em meio à pandemia do coronavírus. Todas as equipes da primeira e segunda divisão da Bundesliga retornaram às atividades nesta semana – a liga pode ser a primeira retomar o calendário de jogos, em maio, após quarentena.

De acordo com o meia-atacante, o clube passou orientações aos jogadores e informou o retorno dos treinos “Começamos a treinar em grupos com dez jogadores. Treinamos até quinta. No final de semana deram folga”, explicou o jogador, ídolo no futebol alemão, em entrevista exclusiva ao Esportes O POVO em live no Instagram.

A ideia da Bundesliga é dar sequência ao calendário de jogos em maio, mas com portões fechados. Faltam nove rodadas para o fim do campeonato. “Já nos passaram que existe essa possibilidade de retomar no próximo mês. Pediram para que a gente mantivesse o foco, não se aglomerar, lavas bem as mãos e continuar os cuidados”, afirmou Raffael.

A Alemanha possui mais de 100 mil casos confirmados da Covid-19 e mais de 2.500 mortes. Até a retomada de treinos, Raffael se mantinha em casa na quarentena junto com a família. “A situação está sob controle, mas ao mesmo tempo é complicado sair na rua, ir ao treinamento. A gente para que esse momento passe logo e tudo possa se normalizar.”

A informação sobre a volta dos jogos na Alemanha foi dado pelo próprio diretor executivo da liga, Christian Seifert, em entrevista ao The New York Times. Segundo ele, a Bundesliga precisa retornar o mais cedo possível porque há clubes da segunda divisão que podem ir à falência sem as receitas que entram com a bola rolando.

“Somos parte da cultura de um país. Pessoas querem ao menos um pedaço do retorno à vida normal e isso pode significar que a Bundesliga volte a jogar. É por isso que temos que fazer nosso papel aqui, e isso significa apoiar e conversar com o governo sobre quando poderemos voltar a atuar. O mais cedo terminarmos (o campeonato), mais flexível podemos ficar para as competições europeias”, declarou Christian Seifert.

Não há previsão para a abertura de portões nas partidas. Conforme Seifert, o futebol será um entretenimento apenas para a televisão e, provavelmente, continuará assim até o fim do ano.

As outras ligas da Europa, como a Premier League e La Liga, seguem sem qualquer previsão de retorno. No Brasil, o cenário é de incertezas sobre o calendário esportivo. Clubes como Ceará e Fortaleza deram férias para os atletas no mês de maio e fizeram acordos de redução salarial para amenizar os prejuízos em meio à pandemia do coronavírus.

Fonte:O Povo online