Covid-19: obesidade é principal risco para quem tem menos de 60 anos

Até a última quinta-feira, 57% dos mortos abaixo dessa idade tinham excesso de peso

A obesidade é o principal fator de risco para pessoas com menos de 60 anos infectadas com o coronavírus, apontam dados do Ministério da Saúde. Até a última quinta-feira, 57% dos mortos abaixo dessa idade tinham excesso de peso. O índice preocupa médicos e especialistas, já que mais da metade da população está acima do peso. Hoje, a obesidade atinge um a cada cinco brasileiros.

Mortes de jovens obesos pela Covid-19 chamam atenção em estados como São Paulo, Santa Catarina, Pernambuco, Bahia, Espírito Santo e Rio Grande do Norte. A reportagem identificou pelo menos dez casos de pessoas com menos de 35 anos que morreram vítimas da doença – o Ministério da Saúde não faz um recorte específico para esta faixa etária. Só em São Paulo, foram três: dois homens de 31 e 34 anos, respectivamente, e uma mulher de 19 anos.

O primeiro caso de vítima jovem com obesidade no país foi o do confeiteiro Matheus Acioli, de 23, morto no último dia 31. No Rio Grande do Norte, houve ainda uma morte de outra vítima de 30 anos. Também no Nordeste, o baiano Edson Rabelo dos Santos, de 26 anos, que pesava cerca de 130 quilos, também com diagnóstico de Covid-19, faleceu no dia 7 no hospital Couto Maia, em Salvador. No Espírito Santo e em Pernambuco, as vítimas mais jovens com obesidade tinham 29 anos.

Fonte: revista Exame/