Covid-19: Ministério Público abre inquérito para apurar denúncias sobre o Hospital móvel temporário do PV

Por conta da suposta gravidade das denúncias feitas formalmente por médicos, o Conselho Regional de Medicina do Ceará, também determinou uma fiscalização no Hospital do PV na tarde de ontem, (29).

O Ministério Público do Ceará abriu inquérito para apurar denúncias sobre o Hospital móvel temporário do PV. Por conta da suposta gravidade das denúncias feitas formalmente por médicos, o Conselho Regional de Medicina do Ceará, também determinou uma fiscalização no Hospital do PV na tarde de ontem, (29).

A promotora Ana Cláudia Uchôa, da 137ª Promotoria de Justiça que atua na defesa da saúde pública, vai intimar a Secretaria de Saúde do Município para que responda em cinco dias a uma série de denúncias feitas por médicos e outros profissionais de saúde.

A pedido do Ministério Público Estadual do Ceará , o Conselho Regional de Enfermagem do Ceará, também fiscalizará o Hospital temporário.

As denúncias, feitas na última terça-feira, vão desde a falta de estrutura física de trabalho para médicos, enfermeiros e fisioterapeutas, à falta de equipamentos para acompanhar a evolução dos infectados pelo coronavírus. Na ala D, recém-inaugurada, teriam apenas dois monitores, para 21 pacientes, segundo os médicos.

Ainda segundo relatos, a Prefeitura de Fortaleza estaria economizando na compra de equipamentos para uso em pacientes. “A falta desses equipamentos poderá causar danos irreversíveis, morte cerebral, infartos e até mortes”, relatou uma médica.

Fonte: Revista Ceara Agora