Covid-19: aposentada tauaense que morreu em Sobral é sepultada na vila de Santa Teresa

Foi sepultada na tarde de hoje(30), no Cemitério da vila de Santa Teresa, na zona rural de Tauá, o corpo da servidora pública aposentada, Eleni Moura Coutinho, 56 anos, que estava internada no Hospital Regional Norte, em Sobral, desde o último dia 09 de abril, após contrair coronavírus.

O professor e fisioterapeuta Gabriel Coutinho, filho de Eleni, disse ao Blog do Wilrismar que sua mãe, residente na Av. Odilon Aguiar, foi atendida no Hospital de Messejana em Fortaleza, no final de março e no último dia 02 de abril recebeu alta e retornou para Tauá, mas como não estava sentindo-se bem, buscou atendimento no Hospital São Lucas, em Crateús, onde ficou internada e logo foi entubada.

No dia 09 passado ela foi transferida para o Hospital Regional Norte em Sobral, onde foi coletado material para exame e o resultado foi positivo para o coronavírus.

O Hospital não permitiu que nenhum membro da família ficasse acompanhando a evolução clínica de Eleni Coutinho, mas todos os dias os familiares conversavam com os profissionais de saúde que informavam como estava a paciente.

O estado de saúde da aposentada se agravou porque a medicação não estava mais fazendo efeito e Eleni Coutinho faleceu na tarde de ontem(29). Ela tinha outras doenças crônicas não transmissíveis, hipertensão e diabetes.

Sepulmento

O corpo saiu de Sobral no início da manhã de hoje(30) e seguiu direto para a vila de Santa Teresa, onde foi sepultado no período da tarde no cemitério local.

Gabriel Coutinho disse ainda que “minha recomendação para a população é para que fique em casa pra não sobrecarregarem os hospitais. Não temos ventiladores mecânicos suficientes para todo mundo. Não temos profissionais de saúde capacitados para atuar com qualidade e precisão.”

Caso não foi contabilizado pela Secretaria de Saúde de Tauá

O Secretário de Saúde do município Dr. Marcos Willian informou à reportagem que o caso foi contabilizado, pelo município, como de covid-19, mas ainda aguarda a confirmação oficial da “causa mortis” por meio da Declaração de Óbito, que deverá sair num intervalo de aproximadamente uma semana.

Repórter Wilrismar Holanda