Cearà : Governador praticamente encerra debate sobre flexibilizar isolamento e não descarta ‘lockdown’

Em duas postagens nas redes sociais na manhã desta sexta-feira (1°), o governador Camilo Santana (PT) praticamente encerrou qualquer discussão sobre flexibilização do decreto em vigor sobre o isolamento social no Ceará e disse mais: as regras podem ser mais duras. O lockdown é uma possibilidade real para Fortaleza.

Não há como negar a seríssima crise econômica gerada pelo coronavírus e pelas medidas de distanciamento social. É algo muito preocupante. Entretanto, flexibilizar regras neste momento, tendo em vista o caos desnudado pelos numeros de casos, mortes e leitos de UTI disponíveis poderia significar uma grande tragédia aos cearenses.

Porém, há algo que precisa ser dito: embora o estado esteja atuando para elevar a capacidade de atendimento da rede de saúde pública e haja também um esforço neste sentido de prefeituras como a de Fortaleza, o poder público de forma geral atua muito pouco para fazer com que as pessoas respeitem as restrições de circulação.

Não faz nenhum sentido que estejamos em um esforço enorme com negócios fechados, empresas quebrando e gerando desemprego, enquanto acompanhamos, nos telejornais, ruas lotadas e muita gente agindo como se nada estivesse acontecendo.

Neste ponto, as agências bancárias, por exemplo, têm grande parcela de culpa por não traçarem nenhuma estratégia de distanciamento entre as pessoas que se aglomeram nas filas.

Mais do que nunca, a despeito de pressões que possam ocorrer, o poder público precisa tomar medidas rígidas para evitar que a tragédia seja ainda maior.

Diario do nordeste