Brasileirão 2020:No Castelão, Fortaleza estreia na Série A contra o Athletico/PR

Time de Rogério Ceni teve semana livre para realizar treinos e aperfeiçoar a parte técnica. Com elenco completo, expectativa é de um futebol ofensivo em duelo realizado hoje, às 19 horas, pela 1ª rodada do Campeonato Brasileiro

A caminhada do Fortaleza na Série A do Campeonato Brasileiro tem início hoje, às 19h, contra o Athletico/PR, na Arena Castelão. Pela tabela, o jogo inicia também a competição, adiada pela pandemia de Covid-19 e com previsão de encerramento em fevereiro de 2021.

As datas são importantes para explicar o futuro do calendário: uma maratona de partidas com pouco intervalo. Assim, o vigor físico fará total diferença no torneio e começa com vantagem ao time de Rogério Ceni após a semana livre para os treinamentos.

Período distinto do Furacão, que entrou em campo na quarta-feira (5) e se sagrou campeão estadual contra o arquirrival Coritiba. Para o zagueiro tricolor Paulão, no entanto, é preciso reverter esse tempo a mais em oportunidades durante o confronto.

“Sabemos que algumas coisas como fazer uma viagem, clima, isso nos dá uma vantagem, mas que talvez não faça tanta diferença. Para isso valer a pena temos que demonstrar em campo, continuar jogando com nosso ritmo de jogo, ter a posse de bola. É ter tranquilidade”, explica.

Em 2019, quando o Fortaleza terminou em 9º lugar no Brasileirão e garantiu vaga na Copa Sul-Americana, atuar dentro dos domínios foi importante para figurar na parte alta da tabela. O cenário atual muda com a proibição de públicos no evento, mas permanece como chave: naquela mesma edição, o Athletico/PR foi superado por 2 a 1.

Time ofensivo

O técnico Rogério Ceni possui todo o elenco tricolor à disposição. Sem baixas e com os recém-chegados estreando antes do Brasileirão, a expectativa é de manter o esquema 4-2-4, com velocidade e marcação sob pressão.

A dúvida fica na escolha de um atacante de referência ou mobilidade. Com 36 anos, Wellington Paulista segue importante no plantel pela experiência e o faro de gol: é o artilheiro do time em 2020 com seis gols.

Em termos táticos, a opção auxilia o lance aéreo e a marcação fixa da linha de defesa. Enquanto definir Yuri César, Tiago Orobó ou Mariano Vázquez na vaga significaria ter uma transição rápida, com contra-ataque mais forte.

Alternativas que mostram a versatilidade do elenco. E apesar da manutenção do plantel do último ano, a diretoria está ativa no mercado. Acertou a contratação do atacante Franco Fragapane, emprestado pelo Talleres/ARG até dezembro, e busca um volante de criação.

Melhor Manhã da Radio
Melhor Manhã da Radio

Furacão

Pelo baixo tempo de recuperação dos atletas, a comissão técnica do Athletico/PR viajou à Capital sem cinco titulares de Dorival Júnior: o goleiro Santos, o zagueiro Thiago Heleno, o volante Wellington e os atacantes Marquinhos Gabriel e Guilherme Bissoli. A decisão ocorre porque o time disputou seis partidas em 18 dias.

O departamento médico paranaense também vetou o volante Erick e o lateral-esquerdo Márcio Azevedo. Para suprir os desfalques, as apostas são nos quatro reforços contratados às vésperas do Brasileirão e sem atuar pelo clube: os zagueiros Felipe Aguilar (ex-Santos) e Pedro Henrique (ex-Corinthians), o volante Richard (ex-Corinthians) e o atacante Geuvânio (ex-Santos).

Ficha Técnica

Série A do Brasileiro – 1ª rodada
Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
8 de agosto – 19 horas

Fortaleza
Felipe Alves, Paulão, Juan Quintero, Bruno Melo, Tinga, Juninho, Felipe, Osvaldo, David, Romarinho e
Wellington Paulista. Técnico: Rogério Ceni

Athletico
Jandrei, Jonathan, Lucas Halter, Felipe Aguilar, Abner, Richard, Christian, Léo Cittadini, Nikão, Geuvânio e Carlos Eduardo. Técnico: Dorival Junior

Árbitro: Bráulio da Silva (SC).