Vice-prefeito de Maranguape é proibido de entrar na Câmara

O vice-prefeito de Maranguape, Habraão Ramos, foi impedido, na noite de ontem (20), de entrar na Câmara dos Vereadores para anunciar o rompimento com o prefeito João Xerez e denunciar o enriquecimento ilícito do gestor. A ordem para que Habraão fosse barrado veio do presidente da Casa, Evaldo Batista.

Habraão teve de fazer o pronunciamento do lado de fora da Câmara mesmo, para uma multidão. Ele disse que não tinha como permanecer na base do governo, porque quer andar de cabeça erguida dentro da cidade. Também contou que a riqueza de João Paulo Xerez, segundo Dr. Nazareno, veio de corrupção: “De lavagem de dinheiro, ele é 171”.

Vontade de ajudar

Habraão reclamou que não lhe foi dada a oportunidade, dentro da Prefeitura, de ter voz altiva para defender o povo. “Entrou um sistema que só visa favorecer a elite: o rico mais rico e o pobre mais pobre. Tolerei isso por 10 meses. Tão dizendo que o barco está afundando e eu estou saindo fora. É não. Eu não estava no comando do barco, não estava na classe A. Eu estava no porão”.

Fonte: Cearanews