Vereador é afastado após Operação do Ministério Público e Polícia Civil, em Quixadá

O vereador de Quixadá, Gutemberg Queiroz Pelegrine Filho, o Guto da Glaudiesel, foi afastado por um período de 180 dias por determinação da Justiça acusado de corrupção passiva.

A operação que afastou o parlamentar ocorreu nesta terça-feira, 20, e foi realizada pelo Ministério Público do Ceará e a Polícia Civil. A decisão foi do juiz Adriano Ribeiro Furtado Barbosa que recebeu a denúncia do MPCE.

Conforme o promotor de Justiça da Comarca de Quixadá, Marcelo Cochrane, a denúncia apresentada é de que uma ex-assessora do vereador foi nomeada sob a condição de repassar parte do seu salário ao vereador. A Justiça também determinou a quebra do sigilo bancário.

O Ministério Público ainda informou que foi apresentado um áudio que comprova o fato. Durante a operação na residência de Guto, o filho do parlamentar foi preso em flagrante, autuado por posse ilegal de arma.

A Câmara Municipal deve repassar mais informações sobre o caso somente na manhã desta quarta-feira, 21.

Fonte: Quixeramombim Agora