Sertão Central: Número de internações por COVID-19 entre jovens cresce assustadoramente,alerta médico

A nova realidade no quadro de contaminados provocada pela segunda onda de casos de Covid-19, já é uma realidade na região do Sertão Central.

De acordo com dados do Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), 30% dos pacientes internados em leitos de Unidade de Tratamento Intensiva (UTI) por complicações do coronavírus, possuem menos de 40 anos e além disso o tempo de internação é consideravelmente entre esses pacientes do que entre aqueles que estiveram internados cerca de um ano antes.

Os números foram apresentados pelo médico do HRSC, Dr. Cristiano Rabelo durante uma live com prefeitos do Sertão Central na última sexta-feira (26).

“Dos pacientes que nós temos aqui até hoje internados em nossos 40 leitos de UTI (referindo-se a sexta-feira passada), 30% deles possuem menos de 40 anos. Se eu for considerar a idade de 50 anos, eu tenho um quadro de 50% dos pacientes com idade menor do que isso. Então, é um dado que mostra essa nova cara, essa nova realidade da pandemia na região”, afirmou o médico.

Os dados levantam um alerta: o diagnóstico dos médicos e especialistas sobre os aspectos das internações e das vítimas nesta nova onda de casos, não se restringe apenas aos hospitais da região Sul do Brasil: eles já desenham a nova realidade da pandemia em nossa região. Ou seja: as vítimas são mais jovens e o tempo de recuperação na UTI entre esses pacientes tem sido maior, o que causa preocupação tendo em vista a chance de não reversão de quadros clínicos graves.

Fonte: Monotos Poste/MBCnews