Região do Ihamuns: Barragem do Trici aumenta volume em 70 centímetros e em Saboeiro Barragem sangra

Açude do trici em Tauá. Pegar boa recarga de água
Giro Esportivo "O Melhor Programa de Esporte do Radio"
Giro Esportivo “O Melhor Programa de Esporte do Radio”

As chuvas caídas entre os dias 21 e 25 de março aumentaram o volume da Barragem do Trici, responsável pelo abastecimento de água da população da cidade de Tauá. O servidor do DNOCS, informou no final da manhã desta segunda-feira, 25, que o volume subiu 70 centímetros.

Na semana passada, o reservatório estava com 7 milhões de metros cúbicos e após com a recarga, o volume passou de 8 milhões, o que representa em torno de 50% de sua capacidade total.

Açude de Sabeiro começa a Sangra
Açude de Sabeiro começa a Sangra

Já O açude de Caldeirões, em Saboeiro, no Alto Jaguaribe, transbordou neste domingo (24), sendo a última localidade monitorada pelo órgão a atingir a capacidade máxima. O reservatório, de acordo com a Cogerh, tem a capacidade de 1,13 milhões de metros cúbicos.

Subiu para 21 o número de açudes no estado que atingiram 100% do volume total, conforme a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

O último açude a atingir mais de 100% da capacidade foi o de Angicos, no município de Coreaú, interior do Ceará, com volume de 56,05 milhões de metros cúbicos que sangrou na sexta-feira (22).
Outros 23 açudes estão com capacidade acima de 90%. Por outro lado, existem 95 açudes que estão com volume inferior a 30%, ainda segundo a Cogerh.

Kariri da Sorte ,Fazendo muita gente feliz.
Kariri da Sorte ,Fazendo muita gente feliz.

Confira os demais açudes que estão com volume superior a capacidade máxima:
1. São Vicente, em Santana do Acaraú (volume de 9,84 milhões m³)
2. Quandú, em Itapipoca (volume de 3,37 milhões m³)
3. S. Pedro Timbaúba, em Miraíma (volume de 15,768 milhões m³)
4. Gavião, em Pacatuba (volume de 33,3 milhões m³)
5. Itapebussu, em Maranguape (volume de 12,43 milhões m³)
6. Acaraú Mirim, em Massapê (volume de 36,71 milhões de m³);
7. Jenipapo, em Meruoca (volume de 3,5 milhões de m³);
8. São José I, em Boa Viagem (volume de 7,67 milhões de m³);
9. Diamantino II, em Marco (volume de 18,04 milhões de m³);
10. Itaúna, em Granja (volume de 72,58 milhões de m³);
11. Gangorra, em Granja (volume de 54,4 milhões de m³)
12. Tucunduba, em Senador Sá (volume de 41,43 milhões de m³);
13. Gameleira, em Itapipoca (volume de 52,64 milhões de m³);
14. Batente, em Ocara (volume de 37 milhões de m³);
15. Cauipe, em Caucaia (volume de 12 milhões de m³);
16. Cocó, em Fortaleza (volume de 5,1 milhões de m³);
17. Germinal, em Palmácia (volume de 2,107 milhões de m³);
18. Maranguapinho, em Maranguape (volume de 9,35 milhões de m³);
19. Tijuquinha, em Baturité (volume de 421.067 m³)
Site: G1/CE