Quixada: Ilário Marques Reasulme a Prefeitura e revoga posse dos concursados e diz que concurso pode ser anulado

Em agosto, o prefeito de Quixadá, Ilário Marques (PT) foi afastado do cargo, após uma operação policial a pedido do Ministério Público, intitulada de “Fiel da balança”, que tinha como objetivo combater desvio de verba pública da prefeitura. Ao reassumir a Chefia do Executivo quixadaense através de liminar, em seu primeiro ato, Ilário demonstra que não tem interesse em permanecer com os concursados que foram convocados pelo prefeito interino João Paulo de Menezes Furtado.

De acordo com ele, a sentença a favor dos concursados, proferida pela 3ª vara de justiça da comarca de Quixadá, necessariamente e obrigatoriamente tem que ser submetida ao duplo grau de jurisdição.

Para tentar ganhar tempo, uma vez que espera uma decisão favorável ao seu ato de anulação do concurso, o petista disse que o ato de apresentação dos aprovados no concurso não foi legal e que no futuro poderá ser impugnado pelo TCE.

Monolitos Post/Mombacanews.com