Politica: Geraldo arruma as gavetas na M.Dias Branco para assumir candidatura por partido de oposição a RC

Após quase 25 anos de serviços prestados ao conglomerado empresarial fundado por Ivens Dias Branco, o executivo Geraldo Luciano Mattos Júnior deixa o grupo no último dia 29 de novembro para se dedicar integralmente à política. A radical guinada pessoal tem um objetivo imediato: disputar o cargo de prefeito de Fortaleza pelo partido Novo, sigla que, com suas peculiaridades únicas, já o credenciou como candidato em uma espécie de vestibular interno.

A eleição de 2020 será a primeira experiência político-eleitoral de Geraldo Luciano. Porém, trata-se de uma meta acalantada há décadas. Embora com apenas 56 anos, Geraldo já trabalha há 42. Começou aos 13 anos como “aprendiz bancário” do BNB, após aprovação em um concurso conhecido pelo grau de dificuldade. Foram 18 anos no banco e depois mais 24,5 anos na iniciativa privada.

O forte crescimento da M.Dias Branco e a nacionalização do grupo se deu com Geraldo exercendo papéis de executivo e braço direito de Ivens. Os marcos desse processo, fortemente influenciado por GL, foram a abertura de capital, as aquisições (marcas adquiridas representam hoje 60% do faturamento da empresa), a melhoria da governança e a profissionalização da gestão.

A complexidade da política não é um terreno tão desconhecido para Geraldo. Suas funções profissionais ao lado de Ivens Dias Branco impunham relacionamentos com a política e com os políticos. Porém, muito em breve, experimentará um lado nunca vivido: sem comando numa grande empresa, candidato por um partido sem bancada local, que não aceita usar fundo partidário e nem fundo eleitoral e, principalmente, fincado no campo da oposição.

Fonte: Focus