Polícia Civil prende novos suspeitos envolvido na morte do prefeito de Granjeiro

As investigações acerca da morte do prefeito de Granjeiro, João Gregório Neto (54), culminaram na décima prisão relacionada ao crime. Thyago Gutthyerre Pereira Alves (31) foi localizado, na manhã de hoje (04), no município de Crato, na região do Cariri. Contra ele, havia um mandado de prisão preventiva pelo crime de homicídio qualificado em aberto.

De acordo com a polícia, Thyago teria locado o veículo utilizado no dia do delito e participado da execução da vítima. Ainda conforme apuração, além dele, Manuel Fernando Mateus Ariza (31), que se encontra foragido, e Wylliano Ferreira da Silva (30), também teriam participado da ação criminosa. Wylliano foi capturado, no último dia 09 de julho, em uma residência situada no bairro Muriti, no Crato.

Nesta sexta-feira (04), o suspeito se apresentou na Delegacia Regional de Crato, onde após prestar esclarecimentos sobre o fato, o mandado que havia sido solicitado pela PCCE ao Poder Judiciário, por meio da Vara Única da Comarca de Caririaçu, foi cumprido contra ele. O suspeito se encontra em uma unidade prisional.

Ao todo, 17 pessoas ligadas, direta e indiretamente, à ação criminosa foram presas ou tiveram medidas cautelares cumpridas. Dessas, dez encontram-se presas. Ao longo das apurações, dois veículos utilizados no crime, R$ 120 mil em espécie, três notebooks, sete HDs e aparelhos celulares também foram recolhidos para serem periciados. Agora, as diligências se concentram na captura de José Plácido da Cunha (53) e Manuel Fernando Mateus Ariza (31), que se encontram foragidos.

Fnte: monolitos post/MBCnews