Mulher de 25 anos é assassinada com tiro na boca diante dos dois filhos em Caucaia

Subiu para 318 o número de mulheres assassinadas no Ceará em 2018. O caso mais recente aconteceu na noite desta segunda-feira (27), na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), onde uma jovem de 25 anos foi executada a tiros, dentro de casa, na presença de seus dois filhos, um de um de 5 e outro de 7 anos. A vítima foi atingida com um tiro na boca e teve morte imediata.

O autor do crime não foi ainda identificado pela Polícia. No entanto, surgiram informações de que o crime pode ter sido um “acerto de contas”. A mulher, identificada como Maria Neuziane de Sousa Alves, não possuía antecedentes criminais, mas estaria sendo alvo de ameaças por dever a um agiota.

De acordo com o relato de moradores do local onde aconteceu o assassinato, a vítima estava em casa com as duas crianças quando, de repente, o homem invadiu o local e, sem nada falar, apontou a arma para Neuziane a atirou, atingindo a sua boca. Em seguida, o atirador fugiu sem nada levar da casa, o que afasta, a princípio, a hipótese de um caso de latrocínio (roubo seguido de morte).

Policiais do Plantão da Delegacia Metropolitana de Caucaia (DMC), além de equipes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) estiveram no local do crime dando início às investigações. Pelo menos, duas patrulhas da 1ª Companhia do 12º BPM (Caucaia) foram mobilizadas para atender à ocorrência, fizeram o isolamento tático e preservaram a cena do crime até a chegada da Perícia.

O corpo de Neuziane deverá ser necropsiado na manhã desta terça-feira (28), pela equipe de legistas da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), da sede da Pefoce, no bairro Moura Brasil, na Capital.

Balanço

Somente neste mês de abril, 29 mulheres foram mortas no Ceará. No acumulado do ano, já são 318 crimes do gênero. Na última quinta-feira (23), duas mulheres foram assassinadas na cidade de Juazeiro do Norte (Sul do Ceará) no intervalo de apenas uma hora e 40 minutos.

Maria Vieira de Souza, 54 anos, foi morta a, tiros, dentro de casa, no bairro Frei Damião. Logo depois, Maria dos Santos Rocha, 51, tombou sem vida após ser baleada no bairro João Cabral. Os assassinos não foram presos.