Mombaça: Transporte Escolar Custou em 2018 mais de 2 milhões de Reais.

transporte escolar

A sessão do legislativo de Mombaça da última quinta-feira (06/06/19) teve como um dos temas debatido pelos legisladores a qualidade do transporte escolar que vem sendo utilizado pelos alunos no município.

Ao utilizar a tribuna os vereadores que formam o bloco de oposição na casa solicitaram mais uma vez a melhoria do transporte escolar que esta sendo utilizado no município .

O vereador Eduardo Dereco (PP) e 1º secretario da mesa diretora informou que havia recebido reclamação de pais de alunos da comunidade do distrito de Vicente, que o carro que é responsável pelo transporte escolar não esta prestando um serviço satisfatório. O vereador (Eduardo Dereco) lembrou ainda que em 2018 o município pagou 2 milhões e 515 mil reais com transporte escolar e, agora em 2019 o município já pagou pelo transporte de alunos 521 mil reais e, solicitou que o município cobra-se que fosse colocado nas rotas carros em boas condições.

O vereador Fernando Filho (Pitoco) lembrou na tribuna que a reclamação em relação à qualidade do transporte escolar é muito grande, pois teve rota que passou mais de uma semana sem transporte. Mais o gestor municipal em entrevista de radio, havia prometido colocar ônibus reservar para não ficar mais rota sem transporte, e a sim ele espera que isso aconteça logo para não prejudicar os alunos no seu ano letivo.

Os vereadores Valério Sá e Jr. Padeiros também levantaram a questão do transporte escolar e foram solidários com o discurso dos colegas Eduardo Dereco e Pitoco.

Já o líder do governo na casa vereador do MDB Wando Jota, reconheceu as dificuldade que vivi o transporte escolar, informou que hoje o município tem 16 ônibus e, confirmou a informação repassada pelo vereador (Pitoco) que o município ira colocar ônibus reserva e, confirmou que a intenção do gestor é adquirir mais dois ônibus para ficar como reserva e,a previsão que seja logo para agosto.

E bom lembra que o transporte escolar de Mombaça é realizado por ônibus do próprio município (os amarelinhos) e por uma empresa terceirizada.

Fonte: JAF Publicidade & assessoria/CMM