Mombaça. Precatórios do FUNDEF Esta sendo Principal reivindicação dos Professores Junto a Administração Municipal.

Mais uma vez em Mombaça o repasse dos 60% dos precatórios do FUNDEF para os professores pela administração municipal, esta sendo um dos principais assuntos na cidade e nas redes sócias.

Ou seja, o sindicato dos servidores publico e os professores defendem que os 60% dos recursos dos precatórios do FUNDEF, que já se encontra em deposita em uma conta da prefeitura de Mombaça é, de fato e, de direito dos professores , ou seja, o município tem 03 processo para ser julgada e um foi julgado e ganho pelo município no valor 7 milhões e 200 mil reais. Que é referente ao ano de 2016 e 03 meses de 2015.

E de acordo com o sindicato e os professores 60% desses 7 milhões e 200 mil reais, deveria já ter sido repassado para os professores, pois é de direito deles e, ate o momento não chegou as mãos dos professores.

Essa situação vem se arrastando deste de junho de 2019, onde aconteceu um encontro entre o sindicato, professores e o gestor municipal (Ecildo Evangelista Filho) no plenário da Câmara municipal na busca de uma solução para o repasse dos 60% desses precatórios, mais, não ouve uma definição dessa situação,pois na oportunidade o gestor informou aos professores e sindicato que só repassaria essa 60% do FUNDEF para os professores quando tive-se um respaldo jurídico.

E desde dessa época que essa situação vem se arrastando, ou seja, o sindicato foi à luta mais conseguiu um acordo, os vereadores de oposição fizeram centenas de pedidos na tribuna da casa para que fosse encontrado uma maneira e, fosse repassado essa dinheiro a quem é de direito “Os professores”, mais também não conseguiram sensibilizar o executivo para uma definição.

E nos últimos dias, os professores com o apoio do sincato, deflagram uma campanha nas redes sócias solicitando que fosse repassado para eles “professores”, os 60% dos precatórios do FUNDEF, que segundo eles, é um direito deles e precisar ser cumprindo e dessa maneira esse assunto precatório vem sendo um dos principais assuntos hoje a ser comentado nas redes sócias e na cidade.

Recentemente foi realizada live, onde o advogado Dr. Charles Soares, afirmou que os professores tem respaldo jurídico para cobrar esse dinheiro, aonde, o advogado garante que esta na lei esse direito dos professores.

O Gestor municipal usou uma emissora de radio e ,voltou a firmar que só liberar esse recursos se tiver amparo jurídico.

E dessa maneira, continua sendo um grande ponto de interrogação o que vai acontecer aqui em Mombaça em relação aos 60% dos precatórios do FUNDEF e, dessa maneira, precatórios do FUNDEF, continua sendo uma dos assuntos mais comentado pela população e os educadores de Mombaça.

Em tempo:

Os precatórios do FUNDEF têm origem em erros de cálculos da União ao efetuar os repasses da complementação do Fundef – atualmente Fundeb – a estados e municípios. O passivo acumulado no período entre 1998 e 2006 chega a R$ 90 bilhões.

E Mombaça tem ainda 02 processos para ser julgado.

Fonte: mombaçanews.com/JAF Publicidade & assessoria.
Reportagem: J Agnalton Feitosa/Foto : redes Sócias