Manifestantes fazem protesto em frente à residência do senador Eunício em Fortaleza

Representantes de movimentos sociais fizeram um protesto em frente ao prédio do presidente do senado Eunício Oliveira (PMDB), no Bairro Meireles, em Fortaleza, na manhã desta quinta-feira (27). O grupo gritou palavras de ordem, usou carro de som para discursar contra o senador e deixou frases nos muros e calçadas.

Após o protesto, o grupo de cerca de 200 pessoas, segundo a nota dos movimentos, se dirigiu ao Palácio da Abolição, sede do governo do Ceará, onde se reúnem desde terça. A polícia do Ceará não faz levantamentos do número de participantes de protestos. O G1 entrou em contato coma assessoria do senador e aguarda retorno.

A ação faz parte de uma série de protestos em várias partes do país, com ocupações de propriedades de empresários e políticos. Pelo menos 200 famílias do MST ocuparam na terça-feira (25) parte das terras de uma fazenda pertencente à família do senador e presidente nacional do PP, Ciro Nogueira (PI), em Teresina. O G1 entrou em contato com o senador que informou apenas que a propriedade é da mãe dele e que ele não tinha conhecimento se alguma ação de reintegração de posse foi impetrada.

No mesmo dia, a fazenda da Amaggi, empresa da família do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, foi invadida pelo MST. Em nota, a companhia afirmou que buscava os meios legais para reestabelecer a ordem na unidade.

G1ce