Governo do Ceará divulga alunos selecionados para receber bolsa do Programa AvanCE

Melhor Plano Funerário de Mombaça e Região.
Melhor Plano Funerário de Mombaça e Região.

Os nomes dos dois mil alunos oriundos da rede estadual de educação e de baixa renda que ingressaram no Ensino Superior e foram aprovados no processo seletivo para participar do Programa AvanCE – Bolsa Universitário foram divulgados nesta terça-feira (27), pelo Governo do Ceará. A informação foi repassada pelo governador Camilo Santana durante seu bate-papo com a população pelas redes sociais. Mil bolsas são para alunos que entraram na universidade no ano de 2018 e a outra metade para quem ingressou em 2019.

O AvanCE visa melhorar as condições de acesso à universidade dos estudantes egressos da rede pública estadual que vão estudar em outro município. Camilo destacou que a bolsa paga Estado serve para ajudar nesse início longe de casa. “Muitas vezes o jovem abandonava a faculdade porque não tinha dinheiro para pagar um aluguel, se alimentar, e isso dificultava. Essa é uma política importante para garantir que nossos jovens cearenses possam realizar seu sonho de fazer um curso do Ensino Superior. Nunca esqueço quando eu estava no interior e um jovem chegou até mim para dizer que era aluno de universidade pública em Fortaleza, mas teve que abandonar a faculdade porque muitas vezes não tinha dinheiro nem para comer. Então, nós criamos esse programa para garantir que esses jovens nunca interrompam o sonho de cursar uma faculdade”, disse o governador.

O pagamento da bolsa para os dois mil selecionados vai ser realizado a partir desta quarta-feira (28). A lista com os nomes dos beneficiados pode ser acessada no site da Secretaria da Educação (www.seduc.ce.gov.br). O programa garante um auxílio financeiro no valor de R$ 468,50 para cada aluno durante um ano. O investimento do Governo do Ceará é de R$ 12 milhões. A Seduc é a responsável pela seleção dos bolsistas e a Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) pela concessão da bolsa.

O AvanCE foi lançado em 2017, ocasião na qual beneficiou mil estudantes. Em 2018 não houve seleção, em virtude das eleições, mas o Estado vai fornecer a bolsa este ano. “Como no ano passado o programa foi suspenso por conta do período eleitoral nós lançamos duas mil bolsas esse ano”, explicou Camilo Santana.
O governador aproveitou a ocasião para falar da Plataforma de Modernização da Saúde, lançada recentemente pelo Governo do Ceará com a finalidade de facilitar o acesso da população aos serviços públicos do setor, transformando-o em um atendimento mais humanitário e eficiente. Serão investimentos R$ 600 milhões a mais na saúde. Dentre as ações programadas, está o Programa Atração de Talentos, uma iniciativa pioneira e que visa dar oportunidades e atrair profissionais cada vez mais capacitados e preparados para a gestão pública.

Neste momento, o Governo está selecionando 16 profissionais para a área da saúde em seis cargos de liderança. As vagas são para unidades em Fortaleza, Sobral, Quixadá, Limoeiro do Norte e Juazeiro do Norte. Camilo Santana informou como as pessoas podem participar do processo seletivo. “Nós estamos fazendo a seleção pública para cargos de liderança na Secretaria de Saúde para pessoas que tenham o perfil para essa função. Nós somos o primeiro estado no Brasil a apresentar esse modelo de seleção pública. Quem tiver interesse de participar é só se inscrever.

Basicamente, 80% do processo é online, através do site www.atracaodetalentos.ceara.gov.br. A pessoa escolhe a vaga que quer concorrer e cadastra seu currículo para iniciar o processo seletivo”, comunicou.

O Programa Atração de Talentos tem como parceiros as organizações do terceiro setor Fundação Brava, Fundação Lemann, Instituto Humanize e República.org. A parceria não envolve a transferência de recursos financeiros e foi firmada por meio de Acordo de Cooperação Técnica entre a Fundação Lemann, representante da Aliança, e o Governo do Estado do Ceará.

Estradas

Há pouco mais de um mês o Governo do Ceará iniciou o trabalho de recuperação da malha viária danificada no período chuvoso. Camilo Santana aproveitou o momento para prestar conta do trabalho que vem sendo realizado. Ele informou que “a determinação é que todas as (rodovias) CE’s estejam recuperadas e restauradas até o final desse ano”. O investimento feito será superior a R$ 220 milhões. Para o governador, o importante é dar segurança e conforto à população que transita pelas vias. “Meu compromisso é garantir a qualidade das nossas estradas aos nossos irmãos e irmãs cearenses, e nós não estamos medindo esforços, mesmo em um momento difícil da economia brasileira, com restrições orçamentárias. Isso aqui é um programa fora de todos os outros investimentos que o Estado tem feito em novas rodovias, duplicação de rodovias e restaurações”, pontuou.

Perguntas e respostas

Como de costume, o governador interage com a população que envia questionamentos durante a transmissão. Morador de Maracanaú, Wagner Freitas perguntou sobre ações na área da segurança pública no município. Camilo Santana citou alguns investimentos já realizados e o que planeja ainda fazer. “Implantei o Batalhão do Raio, sistema de videomonitoramento com câmeras que monitoram 24 horas, inaugurei delegacia nova, investimos em novas viaturas. Em breve, vamos estar anunciando um novo programa de segurança para a Região Metropolitana de Fortaleza e Maracanaú será beneficiado. Serão investimentos importante em segurança e prevenção”, comunicou o governador.

Direto da região do Cariri, a artesã Liliana Albuquerque indagou se há a intenção de destinar um local em Juazeiro do Norte para que ela e seus colegas de profissão possam expor seus produtos para venda. O chefe do Executivo cearense disse que a ideia é que seja construído próximo ao teleférico da cidade. “Nossa ideia é ter um espaço para os nossos artesãos que eles possam mostrar seus produtos tão belos”.

O governador também falou sobre uma possível ampliação do Programa Mais Nutrição, que vem garantindo a segurança alimentar de crianças e adolescentes cearenses através do processamento de de frutas, verduras e legumes não comercializados na Central de Abastecimento do Ceará (Ceasa) que são doadas pelos permissionários. “Nós temos a possibilidade de ampliar para a região da Serra da Ibiapaba, porque temos uma Ceasa em Tianguá, no Cariri, onde também temos uma Ceasa. É um projeto belíssimo que nós pretendemos levar a outras regiões”, disse Camilo.

Site: Governo do Estado