general Theophilo após ser oficializado como candidato ao Governo do Estado

Oficializado como candidato ao Governo do Estado, neste domingo, 29, na convenção estadual do PSDB, o general Guilherme Theophilo associou os seus 45 anos no Exército com o número 45 do PSDB para começar uma caminhada que, segundo ele, vai ser vitoriosa. “Somos poucos, mas somos fortes”, destacou o general, durante o evento no ginásio da Faculdade Ari de Sá, na avenida Heráclito Graça, em Fortaleza.

Acompanhado de vários nomes do PSDB estadual, como o senador Tasso Jereissati, a médica e candidata ao Senado Federal, Mayra Pinheiro, do presidente do PSDB-CE, Francini Guedes, e outros nomes do PROS, caso do deputado estadual Capitão Wagner e do também candidato ao Senado, Luis Eduardo Girão (PROS), Theophilo fez uma analogia com uma passagem bíblica – porta estreita e porta larga -, e disse que as duas portas estão na política do Ceará e que a porta larga é a da corrupção.

Em seu discurso pós-homologação, o general criticou o avanço da violência, o terrorismo que abala a população de Fortaleza e chamou o governo Camilo Santana de um “governo da mentira”, que faz da propaganda um caminho para desviar a atenção dos problemas enfrentados pela população. Ao falar sobre a onda de violência que o Ceará e a capital cearense enfrenta, Theophilo acusou o Governo de esconder os números reais da violência.

O general, porém, não se limitou, ao discurso na área da segurança, mas falou também das ações que pretende colocar em prática nas áreas da saúde, educação e destacou a importância da geração de empregos.

Fonte: Ceara Agora/mombacanews.com