Futebol: Presidente do Ceará exalta vitória no Clássico-Rei, mas esbraveja sobre o VAR

Melhor Plano Funerário de Mombaça e Região.
Melhor Plano Funerário de Mombaça e Região.

O presidente do Ceará, Robinson de Castro, concedeu rápida entrevista coletiva no Castelão após a vitória do Vovô por 2 a 1 contra o Fortaleza, pela 13ª rodada da Sèrie A. Se por um lado, o mandatário alvinegro mostrava uma felicidade pela vitória no 1º Clássico-Rei da Série A este ano, por outro a indignação pela marcação de um pênalti inexistente para o Leão, dizendo inclusive que o clube não aprova a utilização do VAR

“Feliz pela vitória. Vitória em Clássico-Rei traz uma confiança grande, os três pontos ajudam demais. Foi muito importante vencer um jogo como este, o 1º Clássico-Rei de pontos corridos. Lamentavelmente o jogo se complicou, com o apoio da tecnologia as coisas têm piorado. Hoje já vi as imagens, todo mundo está comentando. O jogo já se desenhava para um jogo mais tranquilo, mas com o penalti marcado, trouxe expectativa para o adversário. Queria registrar essa observação: se pudesse escolher que nossos jogos não tivessem VAR, escolheria”, disparou.

Kariri da Sorte seu Titulo de Capitalização que lhe dar mais prêmios

Em seguida, Robinson afirma que o protocolo do VAR no país é muito confuso.

“O protocolo é muito confuso, demorado e leva ao erro. Legitima o erro. Ninguém sabe quem está lá em cima e num momento de deslize ou incompetência não corrige. Se eu pudesse no próximo ano, caso a gente permaneça na Série A, votar pela permanência do VAR, seria contra. É um dinheiro mal empregado. Hoje nem ver a tela o árbitro foi. Foram três fatos e ele acabou marcando um pênalti. Estão aí os três pontos, conseguimos vencer essa dificuldade e o erro trouxe um prejuízo pequeno para a gente”, completou.

Fonte : Diario do Nordeste.