Futebol 2019: Ceará decide que Everson não jogará pelo clube até definir situação

Everson jogara pelo Ceará ate o fim de negoçiação.

Diretoria alvinegra não quer que negociação do goleiro com o Santos atrapalhe o clube. Por isso, ele não entrará em campo até uma definição, que pode sair no domingo, caso o time santista compre o goleiro nas condições do Vovô

No dia 2 de dezembro de 2018, o Ceará encerrava sua participação na Série A com um empate em 0 a 0 com o Vasco, na Arena Castelão, comemorando uma permanência na elite, com a torcida ovacionando o técnico Lisca e os jogadores. E um dos mais festejados foi o goleiro Everson, pelo grande ano, com jogos marcantes e defesas difíceis, elevando mais ainda a idolatria da torcida alvinegra por ele, iniciada na Série B de 2015.

 

Mas com o fim da Série A e o recesso, a relação entre o goleiro, o Ceará e a torcida estremeceu, por duas novelas envolvendo a negociação dele, primeiro com o Grêmio no fim de dezembro, e agora com o Santos, no início de janeiro, perdurando até o momento.

Já são 15 dias de uma novela que teve de tudo: reuniões entre empresário/jogador/Ceará, ida do empresário a Santos, valores abaixo da multa propostos pelo time paulista e negados pelo Ceará e falta de consenso entre jogadores envolvidos na negociação (o Ceará queria Jean Mota e o Santos ofereceu o zagueiro Sabino e o atacante Rodrigão).

E, a cada dia, um desgaste foi construído, com Everson não treinando por dois dias após a primeira proposta oficial do Santos, e saindo da relação da partida de quinta-feira entre Ceará e Sampaio Corrêa em um consenso entre presidência, técnico e jogador, após outra investida santista.

A condição atual para um acordo é que o Santos pague R$ 4 milhões por 80% dos direitos econômicos do atleta. No caso, o Ceará ficaria com 20%, de forma que o time da Vila deposite R$ 3 milhões de forma integral e pagando R$ 1 milhão restante de forma parcelada, desde que haja garantia bancária.

O novo capítulo desta arrastada novela foi atualizado ontem, com uma revelação do presidente do clube, Robinson de Castro, em visita ao Sistema Verdes Mares. Ele afirmou que Everson não jogará pelo clube até estar com a cabeça no Ceará e que a negociação está nas mãos do Santos.

“A novela está nos capítulos finais. Vamos ver quem terá o final feliz. Eu espero que para todo mundo. Uma hora ele quer jogar, depois não quer. Por isso, em respeito aos colegas, ao projeto, ao clube, que é maior do que tudo e todos, enquanto ele não estiver 100% focado, não vai jogar”, explicou.

Definição?

Em seguida, Robinson declarou que a negociação está nas mãos do goleiro e do time santista. “O jogador tem que assumir a decisão. Não adianta eu ficar falando, explicando. Ele tem que dizer se vai ficar aqui ou não. Só o colocaremos para jogar se ele realmente estiver focado aqui. Se não, ele fica fazendo outros trabalhos, não afastado, trabalhando normal. Também está nas mãos do Santos. Eu quero a proposta assinada. Para mim é no papel. E o Santos sabe nossas condições”, disse ele.

O presidente do Ceará reconhece a história que o goleiro teve no clube, mas destacou que a via é de mão dupla, com Everson se valorizando no Ceará. “Ninguém está devendo favor a ninguém. Ele fez muito, foi pago para isso. Ao mesmo tempo, nós fizemos muito para ele crescer e não significa que ele tem que passar a vida toda nos pagando. É uma troca. Como tudo na vida. Mas tem que ser respeitado tudo que está assinado, que está em contrato. Espero uma resolução até domingo”.

No domingo (20), o Ceará enfrenta o Ferroviário pela Taça dos Campeões Cearenses, às 16 horas no Castelão e o titular será Fernando Henrique.

Fonte: DN