Fraudes Previdenciárias.: Polícia Federal cumpre mandados judiciais em Tauá e Catarina; advogado é conduzido

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quinta-feira (25) a Operação Fantasmas, a partir da qual foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e um de prisão preventiva contra um advogado, nas cidades cearenses de Tauá e Catarina, na região do sertão dos Inhamuns. Ele, cujo nome não foi revelado, é investigado por supostas fraudes previdenciárias.

Os mandados foram cumpridos em endereços do advogado e expedidos pela 25ª Vara Federal Justiça Federal de Iguatu.

De acordo com as investigações da Polícia Federal, o suspeito criou 17 pessoas físicas fantasmas para receber indevidamente o Benefício Assistencial ao Idoso (BPC), além de inserir informações falsas no CadÚnico.

Além disso, ele ainda recebeu o auxílio emergencial pago pelo Governo Federal, tendo em vista que estava com cadastros no CadUnico.

Tauá

O Blog do Wilrismar procurou a Vice-presidente da OAB-Inhamuns, Dra. Carmelina Araújo, que a pedido da Polícia Federal acompanhou as buscas em um escritório de advogacia situado no centro de Tauá. Ela informou que tudo transcorreu em clima de tranquilidade e esclareceu que atualmente, o escritório não pertence mais ao advogado que foi preso na operação e que os atuais proprietários não possuem nenhum envolvimento com o caso.

“Os agentes federais estiveram lá porque a informação que a PF tinha era de que escritório ainda pertencia ao investigado, inclusive um dos donos atuais foi contactado e também acompanhou o cumprimento do mandado”, disse a dirigente da OAB Regional.

Após o trabalho realizado, os policiais federais retornaram para Juazeiro do Norte.

Catarina

Em Catarina, a Polícia Federal cumpriu 3 mandados de busca e apreensão, além do mandado de prisão do advogado

Com informações da Polícia Federal/Diário do Nordeste/Blog do Wilrismar