Fim de semana com Seis mulheres assassinadas no Ceará em menos de 24 horas

Seis mulheres foram assassinadas no Ceará durante o último fim de semana que deixou 64 mortos em homicídios e acidentes. Entre as vítimas estão jovens executadas sumariamente por suposto envolvimento com a guerra entre facções criminosas. Já uma professora foi assassinada em meio a uma emboscada na qual seu marido também foi morto e um neto do casal, de apenas 3 anos, ficou ferido.

Uma garota de 14 anos foi arrastada de dentro de casa e fuzilada em uma praça.
O primeiro crime teve como vítima uma jovem de 25 anos de idade. Era Francisca Gilda Farias Martins. Ela foi assassinada, a tiros, no bairro Nova Hidrolândia, no Município de Hidrolândia na manhã do domingo.

O corpo foi encontrado com marcas de violência em um matagal próximo da residência da vítima. A Polícia já identificou um suspeito do crime.
Ainda na manhã de domingo, a professora da rede pública da cidade de Jardim, Jussara Maria da Silva Feitosa, 44 anos, foi morta a tiros juntamente com o esposo, o comerciante e ex-vereador Erialdo Araújo Feitosa, 46. O duplo homicídio ocorreu no bairro Campo Alegre, na periferia da cidade de Juazeiro do Norte. Um, neto do casal, de apenas 3 anos de idade, também foi baleado.

A Polícia suspeita de um crime premeditado por conta de dívidas.

Na cidade de Icó, a profissional de Saúde, Maria das Graças Pinheiro do Monte Rodrigues, 48 anos, foi assassinada, a tiros, na noite de domingo. O crime ocorreu no bairro Matadouro. A mulher estava na calçada da residência da avó quando foi executada por dois homens que fugiram numa motocicleta.

MAIS CASOS – Na noite de domingo, mais três mulheres foram assassinadas no Ceará. A primeira, identificada como Cássia Holanda Nepomuceno, 35anos, foi morta com vários tiros à queima-roupa. O crime ocorreu no bairro Banguê, na periferia da cidade de Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Cerca de duas horas depois, uma mulher, não identificada, foi assassinada, a tiros, no Município de Chorozinho, também na RMF.

A sexta vítima foi a adolescente Emilly Vitória da Silva Sousa, 14 anos. Ela morava no bairro Parque Potira, em Caucaia, na RMF,e teve sua casa invadida supostamente, por membros de uma facção criminosa.

A garota foi arrastada até uma praça e executada sumariamente com vários tiros.

Mombacanews.com