Ex-presidente do TCU se diz decepcionado com Heitor Férrer por apoiar extinção do TCM

O ex-presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Ubiratan Aguiar, se diz revoltado com a decisão do Poder Legislativo do Ceará após aprovação de extinção do TCM. Contrário à decisão, ele lançou o questionamento “Qual economia sairia melhor para o povo: a extinção do TCM ou um corte nas despesas de gabinetes dos senhores deputados?” A aprovação ocorreu na semana passada, com um placar de 32 votos a favor contra 8. Ubiratan lamentou principalmente a postura de Heitor e se disse decepcionado com o parlamentar.

Em resposta, Heitor emitiu nota dizendo “estar alegre em decepcionar o ex-ministro do TCU. E que estaria preocupado se o estivesse agradando. Segundo Heitor, a decepção de Ubiratan não pode agradar a alguém, vindo de um desses tribunais, que encarna o natural corporativismo.” O deputado continua a nota dizendo que “outro motivo da decepção – e de fácil compreensão – reside no fato do ex-ministro ter uma filha ocupando um alto cargo comissionado, sem concurso público, no TCM, no valor de R$ 10 mil por mês.”

Heitor finaliza dizendo que, “Com o fim do TCM, a filha do ex presidente certamente perde a mamata e que, nos dias atuais, o TCM tem-se transformado, num ambiente fértil para a prática do compadrio e do afilhadismo político.”

ceara agora