Covidão: CGU já detectou potenciais prejuízos da ordem de R$ 44,1 milhões

Durante sete operações desencadeadas nos meses de abril e maio deste ano em conjunto com a Polícia Federal e Ministérios Públicos, a Controladoria Geral da União (CGU) já detectou potenciais prejuízos da ordem de R$ 44,1 milhões nas aquisições de equipamentos médicos para combater a pandemia de coronavírus no País.

Estas operações foram deflagradas na Paraíba, Amapá, Distrito Federal, São Paulo, Ceará, Rio Grande do Sul e Pernambuco. O volume de recursos desviados deve ser bem maior, já que há uma força-tarefa desencadeada pelo Ministério Público Federal (MPF) nos Estados e que devem resultar em novas operações da Polícia Federal nos próximos dias.

De acordo com a CGU, as irregularidades incluem superfaturamento na aquisição de equipamentos de proteção individual (EPI), inexistência de controle de estoque de medicamentos, sobrepreço na compra de equipamentos e empresas sem capacidade técnica e operacional para o fornecimento dos produtos contratados, entre outras.

Fonte:Revista o oeste