Ceará: Justiça nega soltura de empresário condenado por matar mulher e filha de 8 meses.

O empresário Marcelo Barberena, condenado por matar a mulher e a filha de oito meses, teve o pedido de habeas corpus negado pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). Barberena foi condenado a 84 anos de prisão, no julgamento mais longo da Justiça cearense, pelo duplo homicídio e está preso desde 2 dezembro de 2020.

O crime ocorreu em 23 de agosto de 2015. Marcelo estava em uma casa de veraneio com a mulher, Adriana Moraes Pessoa de Carvalho, 39 anos, que foi atingida com um tiro na cabeça, e a filha do casal Jade Moraes, de oito meses, foi baleada nas costas. Após ser preso, o acusado chegou a confessar o duplo homicídio, mas depois negou a autoria.

A decisão que negou a soltura foi do desembargador Mário Parente Teófilo Neto, que destacou que a decisão da juíza Bruna dos Santos Costa Rodrigues, proferida no julgamento ocorrido em dezembro de 2020, na Vara Única Criminal de Paracuru, precisa ser mantida.

Após cerca de 30 horas de julgamento, o mais longo da Justiça cearense, o empresário Marcelo Barberena foi condenado a 82 anos de prisão. A sentença foi proferida em sessão no Plenário 25 de Março, na Câmara Municipal de Paracuru, no Ceará.

Fonte: G1-ce/MBCnews
Mias detalhes “mombacanews.com”