Ceará fica na frente do placar duas vezes, mas toma virada do Grêmio e permanece no Z-4

O Ceará lutou, teve a liderança do placar por duas vezes, mas sucumbiu à derrota para o Grêmio neste domingo, 23. Depois de quatro jogos sem perder, o alvinegro de Porangabuçu teve a sequência interrompida ao sofrer um revés de 3 a 2 na 26ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Luiz Otávio e Arthur, que não fazia gol desde o dia 8 de agosto, fizeram para o Vovô, enquanto que Pedro Geromel, Thonny Anderson e Luan foram às redes pelo tricolor gaúcho.

Com o resultado, o Vovô permanece na zona de rebaixamento com os mesmos 27 pontos, na 17ª colocação. Pode ser ultrapassado por Vasco e Sport, caso vençam na rodada que ainda continua neste domingo. O tricolor gaúcho chega aos 47 pontos, entra no G-4 e entra de vez na briga pelo título Brasileiro – está a quatro pontos do líder São Paulo.

No jogo, o Ceará abriu o placar, mas acabou tomando o empate. A resposta à igualdade aconteceu e os cearenses voltaram a ficar na frente do placar. Thonny Anderson, que fez o seu segundo gol no Brasileirão (ambos contra o próprio Ceará), igualou o embate. Após, um pênalti não foi marcado para o Grêmio, quando Felipe Jonantan tirou cruzamento de Luan com o braço dentro da área. Contudo, o camisa 7 tricolor não se abateu e virou o jogo em cobrança de falta.

O Ceará volta a campo no próximo domingo, 30, contra a Chapecoense na Arena Castelão às 19h. Neste jogo, a equipe não poderá contar com o zagueiro Tiago Alves, que tomou o terceiro cartão amarelo e está fora do próximo jogo. Já o Grêmio retorna a jogar no sábado, 29, quando visita o Fluminense às 16h.

O JOGO

A partida começou bem movimentada. O Grêmio, com seu estilo de jogo ofensivo e pragmático, chegou com uma boa chance no primeiro minuto, quando Thonny Anderson recebeu dentro da área, mas não conseguiu criar o ângulo para finalizar. A resposta alvinegra veio no minuto seguinte, com Calyson. O meia-atacante recebeu boa enfiada de bola e ficou de cara com Grohe, mas perdeu o equilíbrio na tentativa de driblar o goleiro.

No quarto minuto, a confirmação da intensidade aconteceu com chute de fora da área do centroavante tricolor, mas a redonda saiu pela linha de fundo assustando Éverson. Após esse lance de Thonny Anderson, o jogo deu uma esfriada. Nesse momento, ficou claro que o Ceará iria aproveitar bolas longas, mas, sempre que tivesse a bola, iria trabalhar. O Grêmio, por outro lado, faria o seu jogo de sempre: posse de bola, tentando envolver a defesa e dominar o jogo.

Esse estilo, porém, foi quebrado por alguns minutos, quando o alvinegro conseguiu fazer uma boa sequência de troca de passe. Aos 12 minutos, a recompensa apareceu. Luiz Otávio aproveitou cruzamento de Juninho Quixadá e empurrou de coxa para o fundo das redes, abrindo o placar na Arena do Grêmio. Depois do tento, os donos da casa começaram se impor na partida, até que, aos 21 minutos, Geromel subiu mais alto que todo mundo na área e empatou o confronto.

O Vovô, por sua vez, não se intimidou. Aos 26 minutos, em jogada aproveitando semelhança numérica de ataque e defesa, aos 26 minutos, Juninho Quixadá chutou cruzado pela esquerda, Grohe deu rebote e Arthur empurrou para o fundo do barbante.

Dois minutos depois, o camisa 21 tentou tocar para dentro da área, a redonda passou por todo mundo e morreu na trave do Grêmio. A resposta do tricolor não veio imediata, porque aconteceu nove minutos após o gol do Ceará, com Cícero, que arriscou de fora da área e obrigou Éverson a fazer boa defesa.

A igualdade aconteceu aos 44 minutos, com Thonny Anderson no melhor estilo centroavante. Ele recebeu cruzamento de Léo Moura e cabeceou para o gol, sem chances para Éverson. Logo depois, o Grêmio teve um pênalti não marcado. Felipe Jonatan acabou tirando bola de Luan com o braço dentro da área, mas o árbitro interpretou como jogada normal.

No segundo tempo, o estilo de jogo do Grêmio que terminou com 67% de posse de bola na primeira etapa foi visto com mais ênfase. Os comandados de Renato Portaluppi chegaram com mais força no campo de ataque, mas com a paciência característica.

Tanto que a primeira chance de gol aconteceu aos 16 minutos, com um belo chute de fora da área de Pedro Geromel. Éverson fez nova defesa e mandou para escanteio. Na cobrança, Samuel Xavier tirou em cima da linha a sequência do bate e rebate em novo arremate do zagueiro artilheiro.

A virada dos anfitriões aconteceu aos 24 minutos, com Luan, que cobrou falta por cima da barreira e venceu Éverson, fazendo a bola morrendo no cantinho do gol alvinegro. Geromel continuou afiado. O defensor chegou próximo dos 40 minutos com outro cruzamento de Luan, mas o cabeceio dele foi por cima da meta. O tricolor ainda teve chance de ampliar, aos 44, com Everton, mas o arqueiro dos cearenses evitou o gol em bela defesa.

FICHA TÉCNICA DE GRÊMIO 3 X 2 CEARÁ

Data: Domingo, 23/09/2018

Local: Arena do Grêmio em Porto Alegre (RS)

Horário: 11h

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)

Assistentes: Helcio Araujo Neves (PA) e Luís Diego Nascimento Lopes (PA)

Assistentes adicionais: Edson da Silva (SC) e Celio Amorim (SC)

Cartões amarelos: Ramiro aos 15 min. do 1T, Pedro Geromel aos 21 min. do 2T, Luan aos 28 min. do 2T, Tiago Alves aos 38 min. do 2T.

Gols: Luiz Otávio aos 12 min. do 1T, Pedro Geromel aos 21 min. do 1T, Arthur aos 26 min. do 1T, T. Anderson aos 44 min. do 1T, Luan aos 24 min. do 2T.

Grêmio (4-2-3-1): Grohe; Léo Moura, Geromel, Kanneman, Cortez; Maicon (C) (Kaio), Cícero; Ramiro (Pepê), Luan, Éverton; Thonny Anderson (Thaciano). Técnico: Renato Portaluppi.

Ceará (4-2-3-1): Éverson; Samuel Xavier, Luiz Otávio, Tiago Alves (C), Felipe Jonatan; Edinho (Robinho), Richardson; Leandro Carvalho (Pedro Ken), Juninho Quixadá (Felipe Azevedo), Calyson; Arthur. Técnico: Lisca.