Ceará empata com Internacional no Castelão

Uma partida  para embalar o time nas cinco rodadas finais da Série A. Apesar de não sair com a vitória do Castelão, neste domingo, o Ceará fez uma apresentação de entrega e raça e garantiu um ponto com o empate de 1 a 1 diante do Internacional, vice-líder da competição.

Pelas circunstâncias do movimentado e acirrado confronto, com o Ceará saindo atrás no placar, indo buscar e pressionando o Colorado até o último minuto do jogo, o ponto conquistado merece ser valorizado. Com o empate, a equipe mantém a 15ª posição, com 38 pontos, e segue a três pontos de vantagem para o primeiro clube dentro da Z4, o Vitória, que empatou com o Bahia no clássico baiano.

Leandro Damião, camisa 9 Colorado, foi responsável por balançar as redes dos donos da casa e calar a torcida presente no Castelão, ainda no início do 1º tempo, abrindo o placar. O gol ocorreu num momento de cochilo do sistema defensivo do Vovô, que deixou o centroavante livre para chutar duas vezes seguidas para marcar.

O Ceará se mandou ao ataque em busca do empate e transformou o jogo num “toma lá, dá cá, com o Inter apostando em contragolpes rápidos. Richardson, Leandro Carvalho e Arthur criavam os melhores lances do Alvinegro.

Ricardinho, que assumiu a titularidade após a lesão de Juninho Quixadá, fazia uma péssima partida e prejudicava a armação do time. Mas o futebol é dinâmico e cheio de surpresas. O meia, como um centroavante, apareceu dentro da área para empurrar para o fundos das redes passe de Arthur e empatar o jogo, explodindo o estádio. Os jogadores abraçaram o atleta e apontaram para ele, pedindo o apoio do torcedor.

Do banco, Lisca incitou a torcida, que foi à loucura e empurrou a equipe com euforia. Os donos da casa terminaram o 1º tempo em alta, enquanto os visitantes acuados.

No 2º tempo, a peleja seguiu aberta com perigos para os dois lados, dando tons dramáticos até o apito final. Nico López, flutuando no ataque Colorado, dava trabalho para a zaga do Vovô. Richardson era o melhor do Ceará, desarmando em todos os setores e construindo as jogadas ofensivas.

Lisca tentou virar o jogo colocando Cardona e Éder Luis em campo, mas placar permaneceu inalterado. O Ceará abusou das jogadas aéreas sem efetividade até o apito final.

O Vovô volta a campo contra o Bahia, na quarta-feira, em Salvador. Para se garantir fora da zona, o Alvinegro precisa de um empate. Com uma derrota, o time teria que torcer por tropeço do Vitória para o Sport.

 

FICHA TÉCNICA

BRASILEIRÃO 2018 – 33ª RODADA

CEARÁ 1 x 1 INTERNACIONAL

Local: Castelão, em Fortaleza

Data: 11/11/2018

Horário: 17 horas

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)

Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Heronildo S Freitas da Silva (PA)

Cartões amarelos: Samuel Xavier e Richardson (Ceará); D’Alessandro, Emerson

Santos, Fabiano e Rodrigo Dourado (Internacional)

Gols: Leandro Damião (Internacional) – 15min/1º e Ricardinho (Ceará) – 41min/1º

CEARÁ: Éverson; Samuel Xavier, Tiago Alves (Valdo), Luiz Otávio e Felipe Jonatan; Edinho, Richardson, Ricardinho (Eder Luis) e Calyson (Cardona); Arthur e Leandro Carvalho. Técnico: Lisca

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Fabiano, Emerson Santos, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson, D’Alessandro (Wellington Silva) e Patrick (Rossi); Nico López e Leandro Damião (William Pottker). Técnico: Odair Hellmann