Câmara Municipal de Tauá realiza sessão e vereadores denunciam irregularidades

O vereador Dr. Edyr, que é filho da Secretária de Educação do município usou a Tribuna da Casa para falar sobre as denúncias de irregularidades no peso e preço de dois itens(pão e carne) da merenda escolar que estão sendo entregues nas escolas, feitas na semana passada pelos vereadores Felipe Viana e Luís Tomaz, que após visitarem alguns estabelecimentos verificaram disparidades entre os produtos entregues e que exigia o Edital de Licitação.

Dr. Edyr anunciou que foi instalada uma comissão de sindicância para apurar o caso e prometeu que os culpados serão punidos.

Já o vereador Luís Tomáz disse que começou a coleta de assinaturas para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar com maior profundidade o que está acontecendo no setor da merenda escolar, acrescentando que recebeu e está investigando novas denúncias relacionadas com outros produtos que fazem parte do cardápio da merenda. Ele voltou a questionar a diferença no preço da carne comprada pela Prefeitura em comparação com o preço praticado pelo mercado local.

A vereadora Fátima Veloso também alertou para o alto preço dos produtos adquiridos pela Prefeitura para a merenda escolar dos estudantes. “O quilo da carne que a gestão comprou por quase R$ 24 reais é vendida no comércio ao preço de R$ 10,00”, afirmou.

O vereador Felipe Viana denunciou desvio de finalidade na utilização dos ônibus escolares(amarelos) adquiridos pela Prefeitura de Tauá para o transporte de estudantes.

Afirmando ter recebido vídeos e fotos comprovando que esses veículos sendo utilizados para transporte de passageiros, times de futebol, dentre outras atividades, o vereador alertou que a resolução do FNDE, nº 45, de 20 novembro de 2013, estabelece critérios para a utilização de veículos de transporte escolar adquiridos no âmbito do Programa Caminho da Escola. O documento do FNDE esclarece que “qualquer pessoa física poderá representar ao Ministério Público Federal informando a prática de conduta irregular no uso dos veículos de transporte escolar, com vistas à aplicação ao agente público das sanções previstas na forma da legislação vigente”.

O vereador Dr. Edyr disse que o caso será apurado.

O vereador Valdemar Júnior reclamou da falta do transporte escolar que atende aos estudantes matriculados na Escola Josefa Pereira de Sena, na localidade de Santa Luzia, distrito de Santa Tereza e pediu providências. “A informação é que o ônibus vive constantemente na oficina”, disse o parlamentar.

Operação Carro Pipa praticamente paralisada em Tauá

O vereador Felipe Viana disse ainda que foi ao 40 BI em Crateús em busca de informações sobre a Operação Pipa no município, devido as constantes reclamações de falta de água nas comunidades. Ele informou a maior parte dos 56 carros pipas contratados pelo Exército não está abastecendo a população devido a situação dos açudes cuja água não é apta ao consumo humano. Ele cobrou providências urgentes e apontou a necessidade da Defesa Civil se organizar para que a operação volte a funcionar.

O Presidente da Comdec de Tauá deverá participara da sessão da próxima segunda-feira, 26, para debater o assunto com os vereadores.

Fonte Bolg do Wirisma