Câmara de Quixadá coloca o “lixo para debaixo do tapete” .

Em Quixadá o plenário do Poder Legislativo deliberou sobre denúncias seríssimas, mas desaprovou o requerimento nº 93/2018 que visava realizar uma acareação entre o prefeito de Quixadá, Ilário Marques (PT) e o empresário Ernani Teles de Castro Júnior, que é diretor e representante do aterro sanitário do Município de Senador Pompeu. O mencionado requerimento pretendia ainda convidar o representante da empresa RPC, que venceu a licitação para a prestação de serviço de coleta de lixo, para fazer esclarecimentos.

A justificativa do requerimento se deu porque recentemente o empresário Ernani Júnior apresentou uma gravíssima denúncia contra Ilário, envolvendo o contrato para transportar o lixo de Quixadá para o aterro de Senador Pompeu. A gravidade da denúncia é embasada em testemunhas, documentos e gravações.

Segundo o empresário, tudo já está nas mãos do Ministério Público e afirma ainda que foi inclusive ameaçado por secretários do prefeito.

Considerando, portanto, que o requerimento para apurar a mais grave denúncia da história de Quixadá foi desaprovado, tal circunstância só agrava mais ainda toda a situação, tendo em vista que o plano para arquivar o requerimento

Fonte: monolitospost