Bolsonaro recebeu 100 jornalistas de 42 veículos em cafés no Planalto

Jair Bolsonaro ofereceu 6 cafés da manhã para a mídia em menos de 4 meses (de 28 de fevereiro a 14 de junho) no Palácio do Planalto. Recebeu 100 repórteres, colunistas, editores e apresentadores. É 1 recorde em relação a todos os presidentes da República anteriores.

O 1º encontro com profissionais da mídia foi em 28 de fevereiro de 2019. Depois, foram realizados em 13 de março, 5 de abril, 25 de abril, 23 de maio e outro em 14 de junho.

No total, 42 veículos de comunicação foram representados, além do ex-Globo Alexandre Garcia. Em todos os encontros estiveram profissionais da Record e da Rede TV.

O número de convites a representantes dos veículos de comunicação cresceu ao longo dos encontros. No 1º foram convidados apenas 11 profissionais, no último, destinado aos profissionais que acompanham o dia a dia do presidente, o total de participantes chegou a 29.

Nos encontros, os jornalistas não podem gravar o áudio nem fazer imagens, mas fazem anotações sobre o que é dito. O Planalto grava tudo, em áudio e vídeo. As imagens são divulgadas depois.

PRESIDENTE GANHA BÍBLIA
No último café da manhã, realizado na 6ª feira (14.jun.2019), Bolsonaro ganhou uma Bíblia da jornalista Delis Ortiz, da TV Globo. Ao final, o presidente posou para mostrar o presente na foto com os profissionais presentes.

Delis Ortiz fez 1 agradecimento em nome dos repórteres que acompanham diariamente notícias do Palácio do Planalto.

O Poder360 não participou das iniciativas de agradecimento e de entrega da Bíblia. Ao jornalista Mauricio Stycer, do portal UOL, a TV Globo afirmou que “foi exclusivamente dela [Delis Ortiz] a iniciativa de presentear o presidente. A Globo não foi avisada por Delis Ortiz sobre a atitude pessoal que ela decidiu tomar”.

A TV Globo também diz que “não partiu de Delis Ortiz a iniciativa de fazer agradecimentos ao presidente Jair Bolsonaro, durante café da manhã do presidente com jornalistas que cobrem diariamente o Palácio do Planalto, ontem [14.jun.2019] de manhã. A iniciativa foi do porta-voz, Rêgo Barros, que pediu a ela pra falar em nome dos jornalistas, por ser a mais experiente setorista do comitê de Imprensa do Palácio do Planalto, entre todos os que estavam presentes”.

Ao tomar a palavra, a jornalista da TV Globo disse que falava em nome de todos os jornalistas do “comitê de imprensa”, termo usado em Brasília. Em outras cidades do país essa expressão não existe. Trata-se apenas de uma sala na qual jornalistas são confinados para escrever e produzir notícias para seus veículos –não existe uma instituição orgânica de representação dos profissionais. O Poder360 não foi consultado previamente a respeito do discurso de agradecimento em nome de todos os jornalistas

Fone:Poder 360