Ataque do Ceará faz apenas 33% dos gols do time na Série B; números preocupam

O artilheiro do Ceará na Série B é um lateral-esquerdo. Rafael Carioca, que também pode jogar de meia, tem três gols na competição nacional, com média de 0,5 gol por partida que atua. Ao lado dele, Roberto, atacante, também tem três gols, mas a média é menor. São 0,3 gol por jogo que atuou. O volante Pedro Ken, com dois tentos, é o terceiro com mais gols no time. Felipe Menezes (meia), Rafael Pereira (zagueiro), Valdo (zagueiro) e Arthur (atacante) marcaram uma vez cada um. Percebeu, torcedor? O setor de defesa do Vovô é mais eficiente no ataque que o próprio ataque.

O Ceará está no meio da tabela. Com 15 pontos, é o oitavo. Fez 12 gols e sofreu 10. Os atacantes alvinegros são responsáveis, na Série B, por 33% dos gols do time na Série B. O ataque não vive um bom momento, principalmente se observarmos Magno Alves, maior referência no setor do alvinegro. É o artilheiro da temporada até aqui, com oito gols. Nenhum marcado na Série B. O jejum chega a 12 jogos.

Vamos aos números. Roberto é o maior finalizador do Vovô na Série B. Em 22 tentativas, acertou 12 no gol. Magno Alves finalizou 19 vezes, sendo apenas cinco corretas. O Magnata, inclusive, é quem mais finaliza para fora no elenco alvinegro, nesta Série B, com 14 chutes sem direção. Para se ter uma noção, o artilheiro Rafael Carioca finalizou corretamente em quatro ocasiões. Três delas viraram gol.

Assistências: Se não faz gols, o ataque também pouco ajuda nas assistências. O líder no quesito é o lateral-direito Tiago Cametá, com três auxílios para os companheiros balançarem as redes. O meia Felipe Menezes tem duas. Raul, Ricardinho e até o zagueiro Valdo têm uma assistência cada.

Cruzamentos: Os atacantes que jogam pelas pontas dividem com os laterais a missão de cruzar a bola na área. Nesse quesito, cruzamentos, o único que aparece com destaque do ataque é Roberto, com 65 lançamentos na área. Destes, apenas 15 foram corretos. O líder do Vovô no quesito é Romário, com 18 cruzamentos precisos.

E se a gente voltar um pouquinho na temporada? No Campeonato Cearense, o Vovô marcou 25 gols. Destes, 16 foram de atacantes, o que representa um percentual de 64%. Quase o dobro de participação do que o demonstrado na Série B. Dos 16 gols, inclusive, sete foram de Magno Alves. O que mostra que a produtividade do ataque alvinegro caiu do estadual para cá.

Muitos foram os que passaram pelo ataque do Ceará até aqui na temporada. Hoje o elenco conta com dez atacantes. Alguns já foram embora. Marcelo Chamusca, atualmente, conta com os seguintes atletas para a posição: Rafael Costa, Magno Alves, Lelê, Rafinha, Arthur, Alex Amado, Cafu, Roberto, Elton e Clemer. Douglas Baggio, Victor Rangel e Maxi Bianccuchi já deixaram Porangabuçu.

As estatísticas são do Footstats, site especializado em números no futebol.