Amazonino Mendes (PDT) é eleito para mandato-tampão como governador do Amazonas

Depois de quase cinco anos afastado da política, Amazonino Mendes (PDT), 77 anos, foi eleito neste domingo (27) o novo governador do Amazonas. Ele vai exercer um mandato-tampão de 14 meses, até o fim do ano que vem.

Mendes derrotou o senador Eduardo Braga (PMDB) no segundo turno das eleições suplementares determinadas pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

A vaga estava aberta desde a confirmação da cassação do então governador José Melo (Pros) e seu vice Henrique Oliveira (Solidariedade), por compra de votos, em maio passado.

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, David Almeida (PSD), está no comando do Estado interinamente.

Ex-aliados, tanto Mendes quanto Braga já governaram o Estado –o primeiro de 1995 a 2003, e o segundo de 2003 a 2010. Além de governador, Amazonino foi prefeito de Manaus de 2009 a 2013.

O vencedor da eleição comemorou o resultado com uma mensagem de agradecimento em uma rede social. “Agradeço do fundo do meu coração a cada pessoa que acreditou que, juntos, podemos mudar a política .

Mensagem.

“Agradeço do fundo do meu coração a cada pessoa que acreditou que, juntos, podemos mudar a política e podemos mudar nosso estado. É hora de comemorarmos e de termos serenidade. Nosso governo será o governo de cada cidadão do Amazonas, independentemente de seu voto, de seu partido. Que a força da verdade, que venceu a eleição, seja a força da nossa união nos próximos meses.”

O pleito começou às 9h (horário de Brasília) e foi encerrado às 18h. A apuração começou a ser divulgada às 19h, por causa do fuso horário em 11 municípios, que é de duas horas a menos em relação a Brasília e uma hora a menos em capital amazonense.

No primeiro turno, realizado no dia 20 de agosto, o candidato do PDT alcançou 38,92% dos votos, contra 24,7% do peemedebista.

notícias do UOL/mombacnews.com