Açude Arneiroz II e Barragem do Trici dobram volume hídrico

Dois dos principais reservatórios públicos da Região dos Inhamuns tiveram recarga hídrica com as chuvas caídas na segunda quinzena do mês de fevereiro e início de março.

Segundo informações repassadas pelo DNOCS e Cogerh, que fazem o monitoramento da Barragem do Trici, em Tauá, e Açude Arneiroz II, em Arneiroz, respectivamente, os dois mananciais dobraram seus volumes em comparativo feito com a situação hídrica no início de 2018.

O Gerente Regional da Cogerh de Iguatu, Lauro Filho, disse ao Blog do Wilrismar neste sábado, 03, que “o Açude Arneiroz II está com aproximadamente 10% do seu volume”. O reservatório tem capacidade para armazenar 187 milhões de m³ e ontem(02/02), estava com pouco mais de 19 milhões de m³. No dia 1º de janeiro, o açude tinha apenas 9 milhões de m³.

A Barragem do Trici, em Tauá, praticamente já triplicou o seu volume, segundo o servidor do Dnocs, José Mota, que é o responsável pelo monitoramento. No último dia 19 de fevereiro, período em que o reservatório começou a receber aporte hídrico, o volume era de pouco mais de 2 milhões e 100 mil m³ e no final da manhã de hoje(03/03), estava se aproximando dos 6 milhões de m³ com tendência a aumentar porque vários açudes e rios de sua bacia hidrográfica estavam descendo com muita água para o reservatório.

Com o volume já existente na Barragem fica descartada a possibilidade de colapso no abastecimento de água da população da cidade de Tauá por meio da Cagece.

Clique Aqui e assista ao vídeo feito pelo Blog do Wilrismar na Barragem do Trici, na manhã deste sábado, 03 de março.

Já os açudes públicos, Várzea do Boi, Favelas e Forquilha II, todos em Tauá, estão no volume morto.

O açude Broco, próximo a cidade de Tauá teve uma pequena recarga hídrica.

Ainda neste sábado, 03, a Barragem Colina, que abastece a cidade de Quiterianópolis, também sangrou.

Informações obtidas pela reportagem indicam o transbordamento de pequenos e médios açudes em várias localidades dos municípios de Tauá, Arneiroz, Catarina, Parambu e Quiterianópolis.