A pedida do bloco de oposição, Câmara de Mombaça realiza debates sobre iluminação Publica

No ultimo dia 11/05/17, foi realizado uma audiência publica na câmara municipal de Mombaça, com o objetivo de discutir a situação da iluminação publica do município. A referida  audiência foi solicitada pela bloco de oposição formado pelos vereadores : Valério Sá; Fernando Filho (Pitoco) ; Edurado Dereco ; Marquinho Mota ; Danúbio Araujo e Jr. Padeiro.

Os motivos que levaram a solicitação dessa audiência publica foi as constantes reclamações da população, em relação, aos valores que vem sendo cobrados nas contas de Luiz, a  qualidade do serviço que vem  sendo prestado  e a cobrança dessa taxa no meio rural.

Na referida audiência, as autoridades convidadas, “ Executivo , Enel e ministério publico”, só compareceu o representantes do executivo  prefeito Ecildo Filho (PMDB), que na sua versão a responsabilidade de manutenção da iluminação publica no município é da empresa concessionária, ou seja Enel. Já que o município não recebeu o parque elétrico, por esta sucateada, o gestor também informou que não ouve aumento na conta de iluminação publica, apenas foi adequado os valores que estavam defasados, e questionados sobre a cobrança da iluminação publica no meio rural, pelos vereadores do bloco de oposição, o gestor informou que não poderia abdicar de receitas, pois seria prejudicado nas suas prestações de contas.

Durante a audiência, o gestor municipal “Ecildo Filho (PMDB), informou que ia mandar recuperar o parque elétrico e ia cobra a conta da Enel, mesmo se  fosse preciso entrar com uma ação na justiça.

Versão na ENEL!

Buscando ouvir a outra parte nessa polêmica envolvendo a iluminação publica de Mombaça. O bloco de oposição convidou novamente um representante da concessionária ENEL para colocar a versão da empresa nesse caso e buscar uma solução.

E no dia 24/05/17, esteve na sessão do legislativo de Mombaça, a Sra  Representante da ENEL,   apresentou a seguinte informação.

E  na sessão do ultimo dia 24/05/17, a Dra. Jeane Nobre, executiva da ENEL e o  Dr.  Moisses Maia engenheiro da mesma , estiveram na sessão do legislativo de Mombaça, a pedido do bloco de oposição para prestarem esclarecimentos sobre de quem é a responsabilidade do parque elétrico de Mombaça.

Segundo a executiva da empresa, ”Dra. Jeane Nobre”, desde 2015 a responsabilidade é da prefeitura, pois foi uma norma  da Aneel, a empresa reguladora do sistema. E hoje ENEL, só é responsável pelos parques onde o município entrou com ação na justiça, e como, Mombaça não tem ação, hoje o parque é de responsabilidade do município.

Questionada  porque o parque esta sucateado e o prefeito não tinha assinado um documento que garantia o recebimento do parque sucateado….A executiva informou que , se o parque esta sucateado a ENEL devera fazer os reparos necessários como determina a lei, mais hoje a empresa só é responsável  pelo parque dos município que tem ação na justiça.Que não é o caso de mombaça.

Em relação aos altos  valores  que vem sendo cobrado da contribuição de iluminação publica, a Dra. Jeane Nobre, informou que esta dentro da lei. E questionada como é feito esse cálculo, ela se prontificou de enviar uma planilha para esclarecer os valores cobrados.

Ao ser questionada sobre a cobrança de contribuição de iluminação pública na zona rural onde não existe o serviço, a mesma informou que ia consultar o caso com mais calma e encaminharia uma reposta a casa.

Lembrando que durante a sessão, os vereadores entregaram a representante da ENEL um documento que consta a lei municipal onde, demonstrava os valores a serem cobrados da contribuição de Iluminação pública, com o artigo que trata da cobrança da mesma na zona rural, para que ela tomasse conhecimento da situação.

 

Agora a população aguarda  com ansiedade uma solução para esse problema. Já as contas chegam e o serviço deixa muito a desejar.

Fonte ; Mombaçanews.com